Sejamos melhores

Vejo muita gente frustrada, cansada da vida, brigando com tudo, estressada, colocando a culpa nos outros, projetando as incertezas e os erros nas coisas, nos objetos, na cultura, no trabalho, na namorada, nos filhos, no país, no mundo e em Deus.

É doloroso em um momento difícil assumir que somos “nós” parte dos problemas e da nossa infelicidade, ou melhor, somos a solução dos nossos sofrimentos e ânsias. Cabe paramos um instante e mudarmos o ponto de vista, ver as dificuldades como o aprendizado necessário à transformação interior, tão necessária quanto um carro novo ou um apartamento de frente ao mar. Pois em nossa rotina de correria não percebemos os sinais da vida que nos mostra o caminho, não lemos a nossa consciência, não vigiamos nossos pensamentos e muitas vezes só aprendemos no sofrimento, que nem uma criança que teima em colocar a mão em algo quente, precisa queimar-se para aprender, mesmo com todos os nossos avisos.

Quando observo as pessoas reclamarem uma das outras vejo refletirem suas próprias fraquezas, sei que auto analisar-se é algo extremamente complicado, mas não enxergo outro caminho para sair desse círculo vicioso da vida alheia, que nada mais é que a perda de um tempo precioso que Deus nos deu.

A revolução de tudo isso é interna, mudar é preciso, vivemos em um mundo onde os valores morais estão invertidos, o dinheiro, a cobiça, a vantagem em tudo, o individualismo são divulgadas como virtude, essa hipocrisia precisa acabar para que tenhamos a visão mais ampla no horizonte cheio de possibilidades. Tiremos o véu do pensamento negativo que dificulta a visão de um mundo mais solidário, real e onde os pequenos e únicos momentos são pérolas do nosso tempo, que nunca mais se repetem. Precisamos aproveitar a grande oportunidade de VIVER, respirar fundo e perceber que ao olhar pro lado temos pessoas que estão com as mesmas dúvidas que nós, vivendo no mesmo mundo e muitas vezes com problemas e provações muito maiores que os nossos ínfimos problemas cotidianos. Cocemos os olhos para acordar, temos muito ainda para aprender, temos o tempo e a força vida, esta, grande oportunidade que Deus nos deu para sermos melhores, então por que viver em sofrimento? A chave desta porta da nova vida está em você. Sejamos melhores a cada segundo, não percamos o tempo estacionado no orgulho, no pessimismo e no sofrimento. Ser feliz pode ser agora, é seu direito atestado por Deus.

Anúncios
Published in: on agosto 27, 2010 at 5:59 pm  Deixe um comentário  

Na dúvida

“Quando ficares na dúvida de qual decisão ou caminho escolher, pergunte a si o que Jesus faria. E então terá feito a coisa certa.”

Published in: on agosto 25, 2010 at 6:29 pm  Deixe um comentário  

Enrolado no arranha-céu

Ando correndo atrás
do que nem me lembro mais
Enrolado no arranha-céu dessa cidade
passo por lugares onde meu coração não sabe
estamos atrasados pra tudo
pra ter sorriso e ser mais gentil
pra ser alegre e sutil
ter milhares de conhecidos que nem conheço
ter e ser tanto quando eu nem mereço
não venha dizer que pra tudo há solução
afinal a cidade está dentro de você
como planta daninha alimentada de você
tento me desenrolar dessas ruas e avenidas
quanto mais me mexo mais fico preso
só uma pequena luz no final do túnel dá pra ver
percebi lá o seu sorriso, era um farol
já estou cheio de você.

Published in: on agosto 16, 2010 at 6:32 pm  Deixe um comentário  

Vida Loka

Alguns adolescentes acham que são imortais

brincam de vida com a morte
nem percebem o grande erro
E o futuro é muito breve
como a fuga da vida difícil
acham que ser bandido é coisa bela

Coisa engraçada:
não repete nos filmes a mesma novela
chorar por quem nunca deu valor a si

Ser um Vida Loka é morrer em vão?
E ver a mãe no seu leito de morte
a violência parece algo natural, em nossa evolução

era tão jovem e tão legal
desde sempre eu vi a história repetida no final
Morte de quem faz falta pra sua família
Morte dos valores e vida a hipocrisia

Adolescentes querem ser Vida Loka
Mas Vida Loka é sua mãe
que acorda cedo pra labuta
segura a família e te atura
Louca é ela que abre mão dos sonhos por sua causa
e no final como agradescimento uma tristeza
não ter seu filho mais sentado a mesa
morto por tiros de outro alguém
que breve repetirá a mesma cena

A roda repete, o filme repete
e todo mundo faz que nunca viu
até um dia sem bater entrar em sua casa
e roubar o que é mais valioso:
seus filhos, maridos e esposas.
Continuamos alienados na TV

O único significado que vejo:
Ser Vida Loka é ser suicida.

E no balcão a morte responde:
Que sorte senhora, o filme está locado a outra mãe.

Published in: on agosto 12, 2010 at 7:33 pm  Deixe um comentário